PSD esconde lista de filiados no Amazonas

Nomes de prefeitos, vereadores e deputados que vão migrar para a legenda é mantida sob sigilo pela direção estadual.


O comando do PSD no Amazonas mantém sigilo sobre os nomes dos deputados estaduais e prefeitos que irão se filiar à sigla a menos de um mês para o final do prazo de filiações. O drible nos revezes da infidelidade e a participação nas Eleições 2012 só serão garantidos a quem se filiar  até 7 de outubro.

O cuidado depois da ostentação da força política de Omar Aziz (PMN) na reunião de anúncio de adesão à sigla, há cinco meses, revela as pressões políticas que acompanham a troca de partidos. O secretário-geral do PSD, Paulo Radin,  afirmou que o Amazonas conseguiu evitar conflitos políticos, ao contrário do que ocorreu no resto do país. Ele disse que a sigla orienta a cada um dos políticos interessados em aderir ao PSD a não falar sobre filiação antes do aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Quando há manifestações de pessoas ligadas a partido do mesmo grupo político, acaba gerando conflitos. E aqui estamos evitando isso”, disse Radin.

No Amazonas, Omar Aziz enfrenta oposição apenas do PSB e do PPS. Radin revelou que o PSD deve ficar entre os partidos com melhor representação na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM). Atualmente, a legenda com a maior fatia da Casa é o PMDB que conta com quatro deputados: Marcos Rotta, Belarmino Lins, Wanderley Dallas e Vicente Lopes.

O novo cenário é bem diferente da manifestação de apoio dos políticos locais em abril, quando o governador Omar Aziz (PMN) anunciou a adesão dele à sigla. Na ocasião, Omar lotou o auditório da ALE-AM de lideranças, vindas de vários municípios amazonenses e de diferentes partidos, confirmou a adesão de dois deputados federais à nova sigla e de pelo menos seis estaduais, e provocou numa legião de parlamentares o desejo de embarcar no novo partido.

No dia, ficaram confirmados os convites para adesão de Josué Neto (PMN), Fausto Souza (PRTB), David Almeida (PMN), Ricardo Nicolau (PRP), Francisco Souza (PSC). Outro que estaria de mala pronta para o PSD é o deputado Cabo Maciel (PR). Nenhum deles, na ocasião, fez a menor questão de desmentir a possível entrada na sigla.

AAM articula adesões ao partido
Algus grupos políticos realizaram reuniões  para tratar das filiações ao PSD. A informação foi confirmada pelo secretário-geral da sigla, Paulo Radin, e pelo prefeito de Boa Vista do Ramos, Elmir Mota (PSC).

Em entrevista ao jornal A Crítica, há duas semanas, o prefeito confirmou filiação ao PSD e declarou: “Somos informados sobre os passos do PSD através do gabinete do deputado federal Silas Câmara (PSC) e através da Segov (Secretaria de Governo do Estado)”, disse.
Elmir Mota disse que o grupo político ligado à Igreja Assembleia de Deus vai se reunir no final de setembro no Centro Canaã (em frente à Ufam) para tratar sobre filiações ao PSD.

Ele revelou ter participado de reuniões, com outros prefeitos, na Associação Amazonense dos Municípios (AAM) para tratar do assunto. “A associação tem conduzido bem. Não tem forçado nada e deixado os prefeitos à vontade. Não tem tentado coagir. A filiação é um ato de gratidão a um pai (Omar Aziz) que tem sido bom para o interior”.

Radin disse que desconhece as reuniões da AAM, mas ressaltou que se ocorrem não são ilegais. Apesar de não ter sido comunicado oficialmente, confirmou ter conhecimento da reunião no Centro Canaã. 

Fonte: Acrítica

Nenhum comentário