FESP levará duas equipes para a edição de julho do Projeto Rondon

Na Operação Peixe-Boi, a equipe coordenada pela bióloga e monitora do Centro de Ciências da FESP, Vera Lúcia Alves Oliveira vai atuar em Boa Vista do Ramos (AM) com ações no conjunto B. 

O Ministério da Defesa já aprovou a participação de duas equipes da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) para a edição de julho do Projeto Rondon. Nesta edição, por conta do excessivo número de propostas aprovadas na operação passada no caso de algumas instituições, entre elas a FESP, o Ministério da Defesa, visando a garantir a participação de um maior número de universidades, limitou as inscrições das instituições em no máximo quatro. A FESP enviou quatro propostas e destas foram aprovadas duas.
Os alunos participantes já foram selecionados e envolvidos no preparo das propostas que foram enviadas. A seleção privilegiou os alunos inscritos que cursam os períodos finais da graduação, pois pelo edital do Ministério da Defesa devem ser selecionados alunos que estejam matriculados a partir da metade do curso. “Nós priorizamos os que estão nos períodos finais, haja vista o elevado número de inscrições”, informou o coordenador do Núcleo RondonFESP, Itamar Teodoro de Faria.
As equipes selecionadas vão atuar na Operação Tuiuiú que será realizada no estado do Mato Grosso e na Operação Peixe-Boi, no Amazonas. Na Tuiuiú uma equipe coordenada pela professora Saula Goulart Chaud, do curso de Nutrição vai atuar em Araputanga (MT), com ações do conjunto A. Na Peixe-Boi, a equipe coordenada pela bióloga e monitora do Centro de Ciências da FESP, Vera Lúcia Alves Oliveira vai atuar em Boa Vista do Ramos (AM) com ações no conjunto B. O conjunto A contempla ações integrantes dos eixos temáticos Cultura, Direitos Humanos e Cidadania, Educação e Saúde. O conjunto B, ações dos eixos temáticos Comunicação, Meio Ambiente, Tecnologia e Produção, Trabalho. Em cada município selecionado para receber o Projeto Rondon, duas Universidades distintas realizam, por meio de sua equipe de rondonistas, cada um dos conjuntos de atividades.
Conforme informou Itamar, do dia 2 a 9 de abril, as coordenadoras farão uma viagem precursora, com o objetivo de conhecer a realidade do município onde as equipes atuarão e acertar detalhes como alojamento e alimentação. “Também serão ouvidas as autoridades municipais quanto a alterações nas propostas de modo a deixá-las o mais próximo possível das necessidades e anseios dos municípios atendidos. As perspectivas de participação em mais uma edição do Projeto Rondon são excelentes”, lembrou Itamar.

Fonte: fespmg

Um comentário

Anonymous disse...

Eu participei do projeto Rondon janeiro de 2011 foi muito bom..!!
Experiencia unica..!!
Aproveitem..!