Garantido é campeão do 46º Festival Folclórico de Parintins

Com o tema Miscigenação, o boi vermelho venceu nas noites de sábado e domingo. Comemoração toma as ruas de Parintins. Festa em Manaus vai ser no sábado.

O boi-bumbá Garantido é o campeão do 46° Festival Folclórico de Parintins com uma diferença de dois décimos para o boi-bumbá Caprichoso.  Na soma das três noites, o Garantido ficou com 1.258,8 e o Caprichoso com 1.258,6. O tema deste ano foi ' Miscigenação'.
O clima na apuração foi tenso do início ao fim.
O Caprichoso se valeu do regulamento para descartar as notas da jurada Colette Gomes. O presidente do Garantido, Telo Pinto, que sofre de diabetes, só conseguiu acompanhar a apuração das notas da primeira noite.
Depois de perder na primeira noite, o Garantido conseguiu, na segunda noite, empatar e depois virar com o item de número 20, coreografia. Na terceira noite o garantido confirmou a vitória. O resultado de cada noite ficou assim: 419,0 para o Garantido e 419,4 para o Caprichoso na primeira noite. Na segunda noite, o resultado foi 419,9 para o Garantido e 419,6 para o Caprichoso.  Na terceira e última noite as notas foram 420.9 para o Garantido e 420,6 para o Caprichoso. A Festa da Vitória vai ser realizada no próximo sábado, no Sambódromo de Manaus.
As notas da última noite e das vaqueirada da segunda noite da jurada Colette Gomes foram anuladas e para os dois bois, Garantido e Caprichoso, foram computadas notas dez. Ela desobedeceu ao Artigo 18 do regulamento do festival que determina que notas podem ser fracionadas em nota decimal.  Mas, na folha de votação, ele escreveu nove e oito para o Caprichoso. O jurídico do Garantido foi contra o descarte, mas o presidente da comissão julgadora, Wanlen Luiz Bezerra, disse que não estava seguro para considerar as notas. “Não houve maldade, mas ela fugiu o regulamento”, justificou.
O clima era de nervosismo e a tensão foi acirrada ainda mais quando Wanlen leu, por duas vezes notas erradas e se corrigiu logo em seguida. Ele chegou a dizer ‘sete ponto’ para David Assayag, enquanto a nota mínima pode ser oito. A falha fez a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda, gritar afirmando que a nota não era válida.
O presidente do Garantido, Telo Pinto, não assistiu a apuração da segunda e terceira noite. Ele preferiu ficar no posto médico do próprio Bumbódromo. “Eu estava muito tenso. Sofro de diabetes e precisava ter cuidado, além disso, eu fiquei emocionado porque mais um filho meu nasceu hoje. É a emoção e a raça da nossa galera que levou a essa vitória”, disse.
Já o item galera foi empate. As duas ficaram com 60 pontos. Faz 12 anos que a galera Vermelha e Branca não perde para a galera do Caprichoso.

Torcida
Do lado de fora a galera do Garantido cantava, no ritmo da toada ‘Miscigenação’, “perdeu pro Sabá, perdeu pro Sabá”. A provocação era contra David Assayag atual levantador de toadas do Caprichoso e que defendeu o item pelo Garantido até 2009. As notas foram descartadas, mas, nas três noites, David recebeu 9.8, 9.7, e 9.8. Enquanto que Sebastião Junior, levantador do Garantido desde o ano passado, recebeu dez em todas as noites, dos três jurados que avaliaram o item.
Depois da apuração, a nação Vermelha e Branca desceu as arquibancadas e se concentrou próximo a sala de apuração até a chegada dos troféus de campeão do festival e a melhor galera até o trio elétrico. Com a chegada do apresentador, Israel Paulain, foi iniciada uma carreata que neste momento percorre as ruas da cidade. Depois da carreata, a festa vai continuar no Curral Lindolfo Monteverde, na Baixa do São José.

Fonte: D24am

Nenhum comentário