Amazonas – Campanha de vacinação contra febre aftosa começa nesta sexta-feira

Autazes, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Careiro da Várzea, Careiro, Itacoatiara, Manaus, Maués, Nhamundá, Parintins, Rio Preto da Eva e Urucurituba – ficam de fora desta fase, pois foram alcançados durante o mês de março na ‘Agulha Oficial’

O lançamento da primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa acontece na próxima sexta-feira, dia 06 de maio, às 9h, na Fazenda Geni, município de Iranduba.
Nesta primeira etapa, pela Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) e Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), a vacinação atingirá o rebanho de 50 cidades e um total de 800 mil animais.  
 
Segundo o titular da Sepror, secretário Eron Bezerra, o objetivo do Governo do Estado, “é tornar o Amazonas área livre de aftosa”, conforme determinação da Organização Internacional de Sanidade Animal (OIE), que estabeleceu o ano de 2011 como prazo limite para que o Brasil inteiro tenha erradicado a doença. 

Segundo o titular da Sepror, secretário Eron Bezerra, o objetivo do Governo do Estado, “é tornar o Amazonas área livre de aftosa”, conforme determinação da Organização Internacional de Sanidade Animal (OIE), que estabeleceu o ano de 2011 como prazo limite para que o Brasil inteiro tenha erradicado a doença. 

Municípios fora da primeira fase da campanha

Autazes, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Careiro da Várzea, Careiro, Itacoatiara, Manaus, Maués, Nhamundá, Parintins, Rio Preto da Eva e Urucurituba – ficam de fora desta fase, pois foram alcançados durante o mês de março na ‘Agulha Oficial’, vacinação realizada e monitorada pelo Ministério da Agricultura com o apoio do Governo do Estado.   
Paralelamente à aplicação da vacina, os técnicos da Comissão Executiva de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Codesav) também realizarão o cadastramento georreferenciado (por meio de GPS) das propriedades em todos os municípios abrangidos.   
A vacina é vendida ao preço de R$ 1,80, mas, com o subsídio do governo do Estado, sai por R$ 0,60 a dose para os produtores rurais. Os frascos são vendidos nos 66 escritórios do Idam, espalhados pelo Estado. O Amazonas é o único Estado a subsidiar essa vacina.  
Depois do período de vacinação, os pecuaristas têm até o dia 15 de junho para declarar ao Idam e Codesav a vacinação do gado. Quem desobedece a determinação é multado em R$ 40 por animal, sem contar com a possibilidade de interdição da propriedade e da proibição que esse gado contaminado circule. 
Único foco de aftosa detectado em 2004 

O último foco de febre aftosa foi detectado em 2004, no município Careiro da Várzea. Na época, a exportação de carne no Brasil foi suspensa por conta da doença. Desde 2003, os índices de vacinação ultrapassam 99% do rebanho amazonense.
Fonte: cbnmanaus

Um comentário

Anonymous disse...

Falta so este prefeito pagar os servidores municipais e os prestadores de serviços sem contar também nos fornecedores! pra esta cidade crescer! isto não é uma ofensa. Prefeito Municipal dê um jeito de, fazer isso eu sou prova disto também eu moro aqui e vejo essa nessecidade.
Sei que vc e um Cristão use isso com amor para ajudar as pessoas daqui! as eleições estão chegando! aí....