Programa itinerante leva cirurgias a Borba e Nova Olinda

Município receberá serviços médicos do programa com previsão para o mês de abril

Mais de 80 pacientes portadores de catarata devem ser operados até domingo (03) por meio do Programa Amazonas Saúde Itinerante, do Governo do Estado. As cirurgias serão realizadas em Borba e Nova Olinda do Norte. Com a visita aos dois municípios a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) conclui a programação de cirurgias do mês de março, quando também foram atendidos paicentes de Manicoré e Autazes. Em abril, a meta é chegar a outros 10 municípios.
O objetivo do Programa é garantir consultas e cirurgias oftalmológicas e de diversas outras esepcialidades, ainda não disponíveis no interior do Estado. Ao longo de 2011, devem ser beneficiadas mais de 11 mil pessoas.
No total, 51 municípios serão alcançados. Até junho devem ser realizadas 2,5 mil cirurgias de catarata e, até dezembro, mais 3 mil cirurgias em outras especialidades. Além disso, o programa vai viabilizar 6 mil consultas.
“As viagens para o atendimento oftalmológico foram programadas para atender a totalidade da demanda por cirurgias de catarata”, informa o secretário adjunto de Assitência à Saúde do Interior, Evandro Melo. De acordo com ele, em função do clima e da grande exposição da população à luz e ao calor, sem proteção, a incidênca da doença é alta na região. A catarata atinge o cristalino do olho, uma espécie de lente, que fica opaca com o tempo ou por problemas como inflamações e traumatismos. Na cirurgia, o cristalino é substituído por uma lente artificial. A cirurgia para correção do problema é simples e em 24 horas os pacientes retornam ao hospital para a retirada do curativo e avaliação pelo oftalmologista.

Além das cirurgias de catarata o Programa vai oferecer no interior cirurgias para solucionar problemas de hérnias, hemorróidas, vesícula, cistos de ovário, miomas, nódulos mamários e fístulas. Também serão oferecidas histerectomias e laqueaduras. Para ser atendido o usuário precisa ter sido previamente consultado pelas equipes médicas locais e ter recebido indicação cirurgia. A inscrição do paciente no Programa é feita pelos hospitais estaduais instalados em cada município.

Acesso - Evandro Melo, explica que o Programa Amazonas Saúde Itinerante tem o objetivo de facilitar o acesso dos moradores das sedes e zonas rurais dos municípios do interior a exames e tratamentos antes oferecidos apenas em Manaus. Ele destaca que o custo financeiro e social do deslocamento de pacientes para a capital é muito maior do que o custos de envio das equipes até os municípios. Evandro Melo lembra que faltam especialistas no interior do Estado porque o número destes profissionais no mercado é pequeno, especialmente em algumas especialidades como cardiologia e neurologia.

Para executar o Programa em 2011, o Governo do Amazonas, em parceria com o Ministério da Saúde, deve investir R$ 8,3 milhões.

O programa Amazonas Saúde Itinerante realizou, somente no ano passado, 15 mil atendimentos em 44 municípios.

Municípios onde o Programa Amazonas Saúde Itinerante chegará em abril:

Boa Vista do Ramos, Coari, Itapiranga, Lábrea, Maués, Nhamundá, Parintins, São Sebastião do Uatumã, Tefé e Urucará. 

Fonte: Susam

Nenhum comentário