Prefeito anuncia Bolsa Família Boavistense

Prefeito Elmir Lima Mota pretende implantar projeto social em 2012 para mil famílias.

Prefeito e comitiva em Brasília
De olho nos dividendos eleitorais para 2012, o prefeito de Boa Vista do Ramos, Elmir Lima Mota (PSC), prometeu lançar, no mês de março, o programa bolsa família boavistense para atender mil famílias, com um auxílio mensal de R$ 50.
A legislação eleitoral proíbe o lançamento de programas de cunho assistencialista em ano de eleição. O prefeito pretende atender 500 famílias na sede do município e 500 na zona rural.
Ao ser questionado se montou o projeto com fins eleitoreiros, Elmir Mota, negou. Disse que se inspirou no Programa Bolsa Família do Governo Federal. “A nossa intenção é erradicar a pobreza extrema”, disse Mota.
Gestor de um dos municípios mais pobres do Amazonas, Mota disse que a prefeitura vai bancar os R$ 50 mil mensais do auxílio com recursos próprios.
Boa Vista do Ramos sobrevive de repasses constitucionais. Em dezembro do ano passado, segundo dados do Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), as transferências para o município foram de R$ 1,4 milhão. Mota disse que a receita mensal da prefeitura é de R$ 1,1 milhão, o que daria R$ 13,1 milhões por ano. Ao menos R$ 600 mil serão subtraídos para custear a nova bolsa familiar.
O programa Bolsa Família do Governo Federal já atende 1.559 famílias em Boa Vista do Ramos com o repasse mensal de R$ 180,5 mil. Esse número supera as 1.312 famílias boavistenses em situação de pobreza, segundo estimativas do MDS.
Nesse perfil enquadram-se famílias com renda mensal por pessoa de até R$ 140. De acordo com Elmir Mota, o bolsa municipal será dirigido a pessoas desassistidas pelo bolsa família federal.
“É direcionado para agricultores. Não pode ser aposentado. E as crianças vão ter de registrar assiduidade na escola, manter em dia a vacinação. O cartão vai ser emitido em nome da mulher”, declarou.
A fórmula que será adotada por Mota foi colocada em prática pelo prefeito de Manaus, Amazonino Mendes. Uma das promessas que alavancaram a campanha do atual prefeito de Manaus em 2008, o bolsa família municipal começou a ser pago em junho do ano passado.
O programa injeta R$ 60 nas famílias beneficiadas pelo Bolsa Família federal. Sessenta e cinco mil famílias são atendidas. O programa federal foi um dos fatores que ajudaram na eleição da presidente Dilma Rousseff.

Prefeito ganha prêmio em Brasília

Administrador de um município que apresenta baixos índices de desenvolvimento humano, o prefeito de Boa Vista do Ramos, Elmir Mota, esteve na redação de A CRÍTICA para divulgar um prêmio que lhe foi concedido por uma emissora de TV de Brasília.
No evento, ocorrido na capital federal, na última quarta-feira (16), Mota participou com mais sete pessoas, que teriam acompanhado ele na viagem. O prefeito disse que foi escolhido o melhor do Estado por melhorar os índices de qualidade de vida do município.
“Hoje tem merenda escolar em todas as escolas. Fui o primeiro prefeito a pagar 13º para os servidores. Temos programas sociais como o ‘troque o forno furado pelo forno novo. E troque a palha pela telha, o remo pela rabeta’”, disse ele.
Com população de 14.921 habitantes, segundo o Censo 2010, Boa Vista do Ramos apresenta Índice de Desenvolvimento Familiar de 0,51 numa escala de 0 a 1. Esta abaixo da média estadual que é de 0,52. O índice é medido pelo Ministério de Desenvolvimento Social. Em desenvolvimento infantil registra 0,91. Mas em condição habitacional cai para 0,51. Em acesso ao conhecimento pontua 0,41.

IDH é de 0,64 pontos

Boa Vista do Ramos possui o 37º pior índice de desenvolvimento humano municipal do Amazonas, com 0,64 pontos. Segundo o IBGE, 49,59% de sua população vive na zona rural. Nos últimos 11 anos, sete prestações de contas dos prefeitos do município foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Quatro ainda não foram julgadas. O município está impedido de fazer convênio com o Governo Federal. 

Fonte: Acritica.com

Nenhum comentário